Debate sobre SaaS no Comitê de CIO´s do WTC


O que 35 CIO´s de companhias tão diferentes quanto GM, Avaya, CVC e Ernest & Young, dentre outras, têm em comum com o modelo de Software como Serviço? Simples: todos terão (e já estão tendo) a vida afetada por ele, em maior ou menor grau. Foi o que ficou claro no evento de hoje, no Comitê de CIO´s que o Clube de Negócios do WTC organiza mensalmente. 

O Comitê promove a integração destes profissionais, estimula o benchmarking e viabiliza debates sobre tendências, a partir da apresentação inicial de um especialista – tive a honra de ocupar este papel, a convite do Presidente do Comitê (e CIO da GM), Claudio Martins, a quem reitero, aqui, o meu agradecimento. 

Falei do ecossistema que está em torno da idéia de SaaS (sigla em Inglês para Software como Serviço). Explorei os pressupostos da economia digital em rede (como o conceito de Cauda Longa) que viabilizam o modelo e procurei mostrar o quanto ele está ligado, do ponto de vista estrutural, a questões como cloud computing, dispositivos locais com alto poder de processamento e acesso em banda larga.

Do outro lado, apoiado na visão de Nicholas Carr, mostrei a oportunidade que essa mudança de paradigma representa para a área de TI, na medida em que ela pode se desonerar de funções menos nobres, voltadas para a base da sua “pirâmide de Maslow” (como infra e controle), focando a tecnologia como elemento promotor de informação e conhecimento, para a inovação.

Afinal, ter e-mail 24 x 7 é fundamental e crítico – mas, ao contrário do que essa lógica de criticidade induz, não é estratégico (uma vez que todos têm e-mail, torna-se apenas um patamar de qualidade mínima, mas não leva a organização à frente, não é diferencial competitivo…). Por outro lado, há uma perspectiva clara de que as áreas de TI fiquem menores do que são hoje – o que muitas vezes é visto como ameaça…

E o que isso tem a ver com portais e o trinômio Integração + Conteúdo + Colaboração? A proposta de integração, neste novo cenário, se dará não só com os legados internos, mas também com o universo de serviços consumidos externamente. A Arquitetura da Integração e a decisão sobre o balanceamento do que fica interno e do que deve ser terceirizado (em nome de uma redução do custo total, principalmente) passam, portanto, a ser funções nobres do CIO, que não precisará mais ver seu dia-a-dia ser dragado com preocupações de infra, por mais importantes que elas sejam.

Ao final, conseguimos, juntos, no debate, desconstruir alguns mitos, como o que coloca os riscos de uma solução terceirizada como empecilho: ficou claro que não há maior mito do que a idéia de que há segurança efetiva no modelo atual, interno… Sem falar que nós, como pessoas físicas, por exemplo, já colocamos informações críticas nas mãos de terceiros (como no uso de um Internet Banking) – e empresas já usam Salesforce.com mesmo sabendo que os históricos de relacionamento com o cliente representam uma verdadeira mina de ouro… Outro mito que caiu foi o de que SaaS é algo só para pequenas e médias empresas – em verdade, os quatro big players estão investindo pesao e a Oracle, por exemplo, estima que 50% da sua receita virá do modelo de serviço em poucos anos…

Bom também foi ver que, se fugirmos de posições dogmáticas sobre o tema, pode haver ganhos efetivos. É só não achar que tudo tem que virar SaaS. É só refletir bem para ver quando vale a pena e quando modelos híbridos podem ser aplicados. E estar atento para a evolução dos fatores que viabilizam SaaS, já que estamos na infância deste processo.

Como se vê, foi um encontro de alto nível, produtivo e esclarecedor. Muito bom – e gratificante – ter podido participar de algo assim.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s