O mundo não-B2C


Até hoje me impressiona o fato de que muitas pessoas esclarecidas imaginam que o mundo web é uma coisa só. Não é.

Muito embora haja uma evidente base comum entre internet, intranet e extranet, as similaridades são infinitamente menores do que as particularidades.

Basicamente, a internet é o mundo B2C, onde o que vale é fazer contato com clientes finais. Logo, a disciplina predominante é o webmarketing. O foco primordial é comercial.

O universo das intranets, extranets, portais corporativos (e quantas outras denominações você possa encontrar…) é o mundo “não-B2C”. O uso do ambiente digital está voltado para melhoria dos processos de negócio, para aumento da produtividade. O cliente não é um consumidor, mas sim o “trabalhador do conhecimento”, como bem definiu Peter Drucker. E as disciplinas primordiais envolvidas são a Ciência da Informação e a Gestão do Conhecimento – e não webmarketing.

Isso muda tudo. É a razão pela qual agências web entendam pouco do mundo corporativo. Logo, em geral, não reúnem competência para desenvolver projetos voltados para intranet ou portal corporativo (embora a maioria delas coloque em suas ofertas a possibilidade de criar desde sites até intranets, na linha do “é tudo a mesma coisa”). O mesmo vale para consultores – há os focados no mundo digital corporativo (como eu) e os experts em e-business.

São, portanto, dois mundos que se tangenciam e compartilham uma estrutura comum, mas definitivamente são áreas diferentes.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s