EAD E COMUNICAÇÃO SÃO OS FOCOS DA ÚLTIMA TARDE DA CONFERÊNCIA – Último post da cobertura em “tempo real”


Chegou ao fim a Conferência sobre Portais Corporativos, promovida pela IBC e pela Informal, com apoio da Câmara e-net. Encerrando esta última etapa da cobertura do evento, seguem os resumos das três últimas palestras, onde a ênfase foi ensino a distância (EAD) e comunicação interna.

Gláucia Carmona, Gerente de e-learning da Educaterra (empresa do Grupo Telefonica), destacou que o grande desafio do seu trabalho é traduzir e adaptar culturalmente os milhares de cursos a distância do Grupo, que é composto por 122 empresas em diversos países. Assim, EAD é estratégico, inclusive porque há a pretensão de abrir uma nova frente de negócios (a venda dos cursos para o mercado, como produtos “de prateleira”).

A seguir, Luciana Uemura, Gerente de Marketing da Oracle, tentou – sem muito sucesso – apresentar o uso do portal no processo de comunicação da empresa. A palestra pecou pelo excesso de conceituação, fugindo bastante da proposta enunciada no tema. Uma pena.

Por fim, Paulo Soares (Gerente Geral de Comunicação e Imagem) e Julio Brant (também da área de Comunicação), ambos da Companhia Vale do Rio Doce, apresentaram o case da empresa, que utiliza o portal como canal de comunicação e interação. A empresa, que está espalhada em diversas regiões, tinha mais de 50 jornais internos e uma intranet desatualizada, além de pouco acessada. Seguindo como foco a redução do tempo de procura de informações e a melhoria da colaboração entre os funcionários, foi criado um portal com 4 áreas. Destaque para o fato de que ele se integra perfeitamente no mix de comunicação da empresa, composto de mais 5 veículos.

OPINIÃO
O evento deixa a sensação de um saldo extremamente positivo, muito embora nenhum dos cases apresentados tenha configurado uma solução de portal corporativo completo. Isso demonstra que, na prática, as empresas ainda têm intranets de primeira ou segunda gerações, adotando uma escala evolutiva e gradativa. Alguns exemplos, como o do portal da Vivo – focado apenas na área de RH – demonstraram muito bem o quanto uma forte integração pode fazer pela empresa. Mas são iniciativas focadas, que não abrangem toda a corporação.

Por outro lado, foi possível identificar algumas tendências e até uma certa homogeneidade de conceitos para alguns itens – o que merece uma análise mais aprofundada, certamente em um artigo no Webinsider. Te vejo por lá? ;o)

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s